Egípcia expõe sua arte em São Paulo – até 10 de fevereiro

sex, 16/12/2016 - 00:43
Publicado em:
0 comments

A egípcia Iman Issa é uma das artistas da exposição coletiva Hallstat, em cartaz no Galpão Fortes D’Aloia & Gabriel, no bairro Barra Funda, na capital paulista. O tema da mostra é a dualidade e a artista árabe participa com esculturas de sua série Lexicon, nas quais reimagina grandes obras de arte.

A exposição tem curadoria das brasileiras Maria do Carmo de Pontes e Kiki Mazzucchelli e apresentará obras de 13 artistas da Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha, Irlanda, Bélgica, Áustria, Canadá e Egito, além de brasileiros de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

As curadoras começaram uma pesquisa há cerca de cinco anos sobre estratégias de pirataria na arte, e por isso escolheram o tema do duplo para a mostra. Elas já fizeram uma primeira exposição como parte dessa exploração, sobre o charlatanismo, e farão ainda uma terceira, mais adiante, sobre a palavra do artista, o valor da obra baseado no que fala o artista.

A egípcia Iman Issa tem três trabalhos na exposição. São esculturas que revisitam grandes obras de artes já feitas. Junto com elas há painéis com o título da obra que foi interpretada e uma descrição, mas sem desvendá-las completamente. Elas fazem parte de uma série que a artista começou a fazer em 2012 e segue em andamento. Issa nasceu no Cairo e atualmente vive entre a capital egípcia e Nova York, nos Estados Unidos.

O nome da mostra, Hallstat, é uma referência a um vilarejo cinematográfico a beira de um lago e rodeado por montanhas na Áustria, que foi copiado pelos chineses. Na província chinesa de Guangdong a China desenvolveu uma cidade como Hallstat. O vilarejo austríaco tem a mais antiga mina de sal do mundo e um dos mais antigos sítios arqueológicos da Europa.

Além de Iman, participam: a artista carioca Manoela Medeiros, o alemão Tobias Hoffknecht, o irlandês Joshua Sex, Alexandre da Cunha, que nasceu em Belo Horizonte e mora em Londres, Amie Siegel, de Chicago que vive em Nova York, Candice Lin, que é de Massachusetts e mora em Los Angeles, Caragh Thuring, que nasceu em Bruxelas e vive em Londres, Daniel Sinsel, de Munique e morador de Londres, Mauro Restiffe, de São José do Rio Pardo e morador de São Paulo, Nuno Ramos, de São Paulo, Oliver Laric, austríaco que mora na Alemanha, Tamara Henderson, do Canadá.

Serviço:
Hallstat – Exposição Coletiva
De 10 de dezembro de 2016 a 10 de fevereiro de 2017
Galpão Fortes D’Aloia & Gabriel, rua James Holland, 71 – Barra Funda – São Paulo – SP
Visitação: até 22 de dezembro de terça a sexta, das 10h às 19h, e sábados, das 10h às 18h - De 9 de janeiro e 10 de fevereiro de segunda a quinta, das 10h às 19h, na sexta, das 10h às 18h (fechado de 23 de dezembro a 8 de janeiro)
Entrada gratuita
Informações: +55 (11) 3392 3942 ou http://fdag.com.br/exposicoes/hallstatt/