Apresentação do coral Somos Iguais, de crianças refugiadas, com regência de João Carlos Martins, de 16 a 18 de dezembro

sex, 16/12/2016 - 12:54
Publicado em:
0 comments

Formado por 25 crianças de famílias refugiadas da Síria e África (Congo e Angola), o coral Somos Iguais é parte do Projeto Humanitário, idealizado pela voluntária de causas sociais Daniela Guimarães com o intuito de auxiliar nas condições de trabalho, saúde, educação e moradia de pessoas que, vítimas de guerras e perseguição, tentam reconstruir suas vidas no Brasil.
 
O pianista e maestro João Carlos Martins encantou-se pelo projeto e incluiu quatro apresentações com o grupo infanto-juvenil em sua agenda de concertos de final de ano. As apresentações acontecem nos dias 16, 17 e 18 de dezembro, no Teatro Santander, em São Paulo. "O maestro foi de uma generosidade emocionante. Não hesitou um momento e embarcou, trazendo consigo a Fundação Bachiana. Tem sido um sonho, mas temos um longo caminho pela frente", diz Daniela Guimarães, responsável pelo coral e pelo Projeto Humanitário.
 
Em sua participação, o coral interpretará, entre outras canções, Se Essa Rua Fosse Minha e The Lord Be Magnified. No programa ainda há músicas eruditas de grandes compositores como Johann Sebastian Bach e repertório dos Três Tenores – Plácido Domingo, Luciano Pavarotti e José Carreras – como Amigos Para Siempre e Nessum Dorma. Para percorrer o repertório dos Três Tenores originais, a Bachiana traz três talentosos tenores atuais: Jean William, Marcus Loureiro e Daniel Soufer. No dia 17, domingo, a apresentação conta ainda com participação do cantor Tony Allysson.
  
Para contar a trajetória do Coral Somos Iguais, será montada uma exposição de fotografia e textos, que os espectadores poderão conferir antes das apresentações. A história está sendo registrada também em vídeo, que irá gerar um documentário em 2017.  
 
O Projeto Humanitário foi reconhecido e ganhou apoio do ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados. O Coral Somos Iguais é o passo mais recente e tem como foco principal a moradia.
 
O Brasil abriga hoje cerca de 9 mil refugiados de 79 nacionalidades e aproximadamente 26 mil solicitantes, de acordo com números do governo federal. O país teve papel pioneiro e de liderança na proteção internacional dos refugiados e é mundialmente reconhecido como um país acolhedor. Aqui, os refugiados encontram acolhimento e calor, característica típica do nosso povo, que não se perde mesmo em tempos desafiadores. Ainda assim, as dificuldades são grandes. Os primeiros obstáculos são a língua e a cultura. Os principais problemas são comuns aos brasileiros: dificuldade em conseguir emprego, acesso à educação e aos serviços públicos de saúde e moradia.
 
 
SERVIÇO
 
Teatro Santander
16/12 – Sexta-feira – 21 horas
17/12 – Sábado – 17 horas e 21 horas
18/12 – Domingo – 18 horas
 
Preços
Plateia – R$ 105,00
Plateia Superior – R$ 95,00
Frisa plateia Superior – 95,00
Balcão – 60,00
Frisa Balcão – 60,00
 
*Todos os lugares contam com desconto de 50% para estudantes
*Vendas Online: (Taxa de Conveniência Incluída)
Informações e compras: (11) 4003-1022