Copa dos Refugiados reunirá 110 atletas na arena do Grêmio, em Porto Alegre, neste domingo

qui, 23/03/2017 - 11:04
Publicado em:

Para celebrar os 245 anos da capital gaúcha e promover a inclusão social e cultural de pessoas que buscaram refúgio no Brasil, acontece no próximo domingo, 26 de março, a Copa dos Refugiados. A Arena do Grêmio será o palco do evento que será realizado pela primeira vez no Rio Grande do Sul e que integra o calendário da 58ª Semana de Porto Alegre.

A Copa tem início às 13h, com o cerimonial de abertura e sorteio dos jogos, que acontecem entre 14h e 16h. Segue com premiação e encerramento que acontece até às 17h. Para entrada no evento, será cobrado 1 kg de alimento não perecível, dentro da validade e em embalagem lacrada. Seu destino será para os refugiados mais necessitados: os recém-chegados, atendidos pela Paróquia Nossa Senhora da Pompeia, no centro da capital.

Tendo a integração social como seu principal objetivo, o torneio de futebol terá 8 equipes totalizando 110 atletas migrantes e refugiados representando seus países de origem, como Senegal, Angola, Haiti, Venezuela, Colômbia e Peru. O evento busca promover a integração dessas pessoas que escolheram o Brasil como seu novo lar e proporcionar uma aproximação com a cidade. Além dos jogos, diversas ações de inclusão social, digital, cidadã e trabalhista estão previstas.

Na ocasião, refugiados e migrantes terão não só a oportunidade de enviar e mensagens para suas famílias, como também farão parte do álbum de figurinhas da Copa, onde poderão compartilhar seus currículos e encontrar oportunidades de emprego. Além disso, serviços complementares gratuitos, como exames básicos de saúde e auxílio jurídico também serão contemplados entre as ações do evento.

A ideia é de que o torneio sirva não só como integração social, mas também possibilite melhores condições de vida para nossos novos cidadãos. Além dos atletas, participarão da festa outras dezenas de migrantes e refugiados de todas as origens. Haverá entrega de brinquedos a crianças refugiadas presentes ao evento.

A Copa é uma realização da Ponto, agência de inovação social em parceria com entidades e empresas apoiadoras como a Associação Antônio Vieira (ASAV), Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte (ABACE), criada pelo humorista Fábio Porchat, Arena do Grêmio, Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Grêmio Foot-ball Porto Alegrense e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, entre outras entidades e organizações da sociedade civil.

Mais informações sobre o evento podem ser encontradas no site www.copadosrefugiados.com

A origem da Copa

A ideia do evento nasceu em 2014, em São Paulo, a partir da iniciativa do refugiado congolês Jean Katumba, fundador da ONG “África do Coração”. Seu objetivo principal é a integração dos migrantes e refugiados à sociedade. Ano passado, Jean buscou apoio para engrandecer ainda mais sua ideia.

A Ponto - Ideias que geram lucro social (www.lucrosocial.com) é uma agência de inovação que desenvolve projetos de impacto para um mundo melhor e mais justo. Agora, juntamente com Jean e outros parceiros importantes, a agência gaúcha leva para Porto Alegre o evento, juntamente com uma série de ações paralelas que vão gerar um impacto real na vida dos migrantes e refugiados.