Brasil lamenta mortes de peregrinos no Hajj

sex, 25/09/2015 - 13:49
Publicado em:
O governo brasileiro divulgou nota de “profundo pesar” pesar pela morte de pelo menos 717 pessoas que participavam do Hajj, a peregrinação anual de muçulmanos a Meca, nesta quinta-feira (24), em Mina, localidade nos arredores da cidade sagrada, na Arábia Saudita. As mortes ocorrerem durante um tumulto quando peregrinos realizavam o ritual de “apedrejamento do demônio”, um dos últimos do Hajj. Não há informações ainda sobre o que causou a correria. Além dos mortos, há mais de 800 feridos. 

“O governo brasileiro apresenta suas sentidas condolências aos familiares das vítimas, ao governo e ao povo sauditas, e se solidariza com a grande comunidade islâmica em todo o mundo”, diz o comunicado do Itamaraty.

A nota acrescenta que a embaixada brasileira em Riad, capital saudita, não tem registro de cidadãos brasileiros entre as vítimas.