Sesc traz palestinos para festival de circo

seg, 01/06/2015 - 17:06
Dois palestinos são os primeiros e únicos representantes do Oriente Médio no Festival Internacional Sesc de Circo, organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) e que está em sua terceira edição. A dupla de artistas Ashtar Muallem e Fadi Zmorrod irá apresentar o espetáculo B-Orders na próxima semana no Sesc Belenzinho, em São Paulo. Além dos palestinos, companhias circenses de 10 países irão subir ao palco de 15 unidades da instituição até 07 de junho.

De acordo com o coordenador do festival, Lucas Molina, os artistas palestinos abordam duas questões principais na sua apresentação: a noção de pertencimento a um lugar e o papel da mulher na sociedade.

“Os dois nasceram em Jerusalém, que é uma cidade dividida, estudaram na França e retornaram à Jerusalém. Trazem para o espetáculo a sua realidade de pertencimento ou não pertencimento a um lugar. Quando estudaram na França isso também ocorreu, afinal eram palestinos e não franceses” disse Molina.

“O espetáculo trata, ainda, da formação deles, seus valores desde criança até a vida adulta. Com relação ao papel da mulher, a [artista] Ashtar mostra os dilemas e realidades da mulher na sociedade árabe. No circo ela se expressa”, acrescentou o coordenador.

O nome do espetáculo “B-Orders” é uma referência à palavra “borders”, que significa “fronteiras” em inglês. Molina observou que a dupla tem uma escola de circo na Palestina com mais de mil alunos e que exerce um papel social importante no país.

Tema

Em cada temporada, o festival de circo do Sesc tem um tema. Em 2013, tratou da dramaturgia no circo e, em 2014, da fronteira entre a virtuose e o erro. Este ano, o tema escolhido foi a travessia do circo como espetáculo artístico.

A escolha deste tema foi feita para discutir o momento do circo no Brasil e no mundo. “O circo tem tido mais espaço nos editais públicos, ganhou categoria específica em prêmios. O tema deste ano é uma tentativa de questionar os caminhos e perspectivas do circo no campo artístico, social, econômico, de criação”, afirmou Molina. O tema será abordado sob diversos pontos de vista nos espetáculos, debates e oficinas que compõem o festival.

As apresentações dos artistas palestinos vão ocorrer de 04 a 07 de junho. Na quarta-feira (03), eles participaram de um debate com artistas mexicanos. Este ano, o festival de circo do Sesc está maior e tem mais participantes de outros países. Entre eles, há grupos da Colômbia, Canadá, Suécia, Suíça, Brasil, Espanha, Portugal, Estados Unidos, França, Uruguai, Itália e Argentina.

“Este ano o festival está maior. O objetivo é promover a discussão, a interação, o intercâmbio. Foi possível encontrar grupos de mais países e inéditos para o festival. Teremos, além da Palestina, a estreia dos Estados Unidos e Suécia”, declarou.

 

Serviço

Circos - Festival Internacional Sesc de Circo

De 28 de maio a 07 de junho - Unidades do Sesc na Grande São Paulo

Ingressos: R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (estudantes, aposentados, pessoas com mais de 60 anos, portadores de deficiência, servidores de escolas públicas com comprovantes), R$ 7,50 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e seus dependentes) e grátis para crianças de até 12 anos dependentes de trabalhador matriculado no Sesc.

Informações no site: www.sescsp.org.br/circos