Sharjah será convidado de honra na Bienal do Livro de São Paulo

qua, 26/10/2016 - 10:07
Publicado em:

Da Redação/ANBA

O emirado será homenageado na próxima edição da feira, em 2018, segundo anúncio feito em Frankfurt. Sharjah é considerado referência em cultura nos Emirados Árabes Unidos.


O emirado de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, será o convidado de honra da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em 2018. O anúncio foi feito na última semana na Feira do Livro de Frankfurt, com a presença do sheik Sultan Bin Mohammad Al Qasimi, membro do Conselho Supremo dos Emirados e governante de Sharjah, que é um dos sete emirados do país árabe, e do presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Luís Antonio Torelli, segundo informações da Emirates News Agency (WAM).

De acordo com a agência de notícias, a escolha reflete o status de Sharjah como líder cultural do mundo árabe e polo para lançamento de iniciativas, eventos e prêmios. Segundo a WAM, o emirado é visto internacionalmente como um ponto de encontro de discussão humanitária e cultural, que encoraja o diálogo entre diferentes filosofias por meio de ideias, livros, artes e música. Na ocasião, a Sharjah Book Authority (SBA) ofereceu um banquete ao governante do emirado, do qual participaram intelectuais, escritores e jornalistas.

Segundo informações divulgadas pela CBL, a conversa entre Sharjah e o Brasil para estreitar as relações entre seus mercados editorais começou no ano passado na Feira do Livro de Londres. De acordo com a Câmara Brasileira do Livro, com sua grande população de imigrantes árabes, cerca de 12 milhões, o Brasil é considerado pela Emirates Publisher Association (EPA) um dos principais mercados alvos dos Emirados na área editorial, atrás da Argentina e México.

“É muito importante para a CBL retomar as homenagens internacionais da Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Essa retomada, de tão especial, teria obrigatoriamente que ser com um convidado que por si só desperte em nossos editores e leitores brasileiros o fascínio e encantamento. Encontramos tudo isso em Sharjah, que seguramente trará para São Paulo muito de uma cultura diferente da nossa, mas que exerceu, por meio de seus imigrantes, enorme influência na nossa própria formação cultural”, disse Torelli em material divulgado pela CBL.

O acordo pela participação especial de Sharjah na feira de São Paulo foi oficializado pela EPA e a CBL em Frankfurt. A indicação de convidado de honra da Bienal Internacional do Livro de São Paulo costuma ser uma homenagem à região. No ano de 2008, a feira homenageou Japão, Portugal e Espanha, mas ficou algumas edições sem fazê-lo, o que será retomado em 2018. A CBL é organizadora da Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

A EPA esteve presente com uma delegação de editores na Bienal deste ano, que ocorreu entre o final de agosto e o início de setembro. Durante a feira, o grupo teve encontros com o presidente da CBL, com editores de livros infantis, fez visitas a livrarias e bibliotecas e participou no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital. A Câmara Brasileira do Livro foi convidada e vai visitar a Feira Internacional do Livro de Sharjah, que ocorre de 02 a 12 de novembro deste ano, no emirado. A feira terá a presença de 902 editoras internacionais e 645 editoras árabes. No total, 64 países estarão representados.