São Paulo recebe 4ª Copa dos Refugiados neste fim de semana

qui, 14/09/2017 - 23:43
Publicado em:

 

Quarta edição do torneio, a maior já realizada, terá participação de dezesseis seleções representando 16 países. Evento de lançamento acontece nesta sexta-feira no Museu do Futebol, com a presença de representantes das equipes e organizadores.

A IV edição da Copa dos Refugiados, um dos maiores eventos esportivos voltados para esta população, começa neste fim de semana em São Paulo. Cerca de 250 jogadores representarão seus respectivos países de origem, divididos em 16 seleções. O evento tem o apoio das Secretarias Municipais de Esportes e Lazer, dos Direitos Humanos e das Relações Internacionais da Prefeitura de São Paulo.

O lançamento do evento, com a presença dos representantes de todos os times, órgãos oficiais e patrocinadores será nesta sexta-feira (15/9) às 12h, no auditório do Museu do Futebol, na Praça Charles Miller. A Copa é realizada pela organização África do Coração, em parceria com o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados), da Caritas Arquidiocesana de São Paulo, do SESC-SP e das empresas Netshoes e Sodexo.

A entrada para a Copa é gratuita, e serão aceitas doações de alimentos não perecíveis que serão distribuídos a pessoas refugiadas em situação de vulnerabilidade.

A primeira rodada, já eliminatória, acontecerá neste sábado, dia 16/09, a partir das 10 horas, no Centro Esportivo, Recreativo e Educativo do Trabalhador (CERET) (localizado no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo). A segunda rodada, também eliminatória, será disputada a partir das 10 horas do domingo (17/09), no Estádio Municipal Jack Marin do Parque da Aclimação (região central da cidade). E a grande final acontecerá às 15hs no dia 24 de setembro, no icônico Estádio do Pacaembu.

Muitas das 16 equipes inscritas no campeonato já se preparam há meses para alcançar bons resultados, como é o caso da seleção da Colômbia. "Estamos a cada semana mais preparados para a Copa dos Refugiados, e chegou a hora. Em nossa última competição fomos até a final e  agora pretendemos chegar ao topo, jogando com muita humildade e vontade de vencer, assim como na vida”, diz o empresário Carlos, capitão da seleção colombiana e que há quatro anos vive no Brasil.

Esta será a primeira edição da Copa dos Refugiados com patrocínio da iniciativa privada. Esta ação foi articulada pelo ACNUR e foi além da esfera da responsabilidade social - as empresas se engajaram na proposta, atuando de forma estratégica para que as pessoas refugiadas tenham um momento de lazer e convívio, contribuindo para a integração no país.

“A diversidade associada aos inúmeros conhecimentos das pessoas refugiadas tem muito a contribuir para o desenvolvimento do país. Mesmo em meio a uma disputa, o esporte é um meio facilitador do processo de integração, pois possibilita o respeito e o reconhecimento do outro como um semelhante, mostrando que a vida é formada por momentos de ganhos e perdas”, afirma a chefe do escritório do ACNUR em São Paulo, Maria Beatriz Nogueira.

No Brasil, de acordo com os dados do Comitê Nacional para Refugiados (CONARE), em 2016 houve aumento de 12% no número total de refugiados reconhecidos no país. Até o final de 2016, o Brasil reconheceu um total de 9.552 refugiados de 82 nacionalidades. Em 2016, os países com maior número de refugiados reconhecidos no Brasil foram Síria (326), República Democrática do Congo (189), Paquistão (98), Palestina (57) e Angola (26).

Participam da IV Copa dos Refugiados equipes dos seguintes países: Angola, Benin, Camarões, Colômbia, Gâmbia, Gana, Guiné Bissau, Guine Conacri, Iraque, Mali, Marrocos, Nigéria, República Democrática do Congo, Síria, Tanzânia e Togo.

Serviço:

IV Edição da Copa dos Refugiados

Lançamento: dia 15 de setembro, sexta-feira, às 12h no Museu do Futebol (Estádio do Pacaembu);

Primeira rodada: dia 16 de setembro, sábado, a partir das 10h no CERET (Rua Canuto de Abreu, s/n°, Tatuapé);

Segunda rodada: dia 17 de setembro, domingo, a partir das 10h no Estádio Jack Marin (Rua Muniz de Souza, 1119 - dentro do Parque da Aclimação);

Final: dia 24 de setembro no Estádio Municipal do Pacaembu, a partir das 14h

 

Foto: amistoso entre times do Brasil e Iraque ocorrido torneio de refugiados em agosto (site Migramundo)