Fambras e organizações muçulmanas pedem que a mídia deixe de usar o termo Estado Islâmico

sex, 29/09/2017 - 11:01
Publicado em:

Federação em parceria com embaixadas, divulgou um manifesto em apoio à substituição do termo por Daesh

Representantes do Islam no Brasil e no mundo pediram, através de um manifesto apresentado à mídia, que a imprensa ocidental deixe de usar o termo Estado Islâmico como sinônimo do grupo terrorista atuante no mundo.

Para o vice-presidente da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – Fambras, Professor Ali Husein El Zoghbi, o pedido para a mudança veio por causa da “islamofobia”– preconceito sofrido pelos cidadãos muçulmanos no mundo. No Brasil, existem diversos muçulmanos que convivem pacificamente com as demais religiões, entretanto sofrem discriminação todos os dias.

Afinal, qual a diferença entre Estado Islâmico e Daesh?

Segundo o manifesto, a substituição do termo Estado Islâmico por Daesh significa uma maior autonomia aos que seguem o Islam.

Explicar ao público essa substituição trará à sociedade brasileira o esclarecimento de que os muçulmanos que vivem no Brasil são brasileiros, acima de qualquer outra coisa.

Confira abaixo a carta na íntegra:

manifesto