Ilan Pappé lança em São Paulo seu livro “A limpeza étnica da Palestina”

qui, 20/04/2017 - 10:47
Publicado em:

 

A Cátedra Edward Said de Estudos da Contemporaneidade, iniciativa conjunta da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Instituto da Cultura Árabe (Icarabe), a Catedra Edward W. Said de Estudios Palestinos Facultad de Filosofía de la Universidad de Buenos Aires (UBA) e a Editora Sundermann trazem à América Latina o historiador israelense Ilan Pappé, que estará no Brasil entre os dias 24 e 27 de abril para uma série de atividades, organizadas em parceria com diversas entidades (confira programação abaixo).

A primeira visita de Ilan Pappé ao país marcará o lançamento de seu livro “A limpeza étnica da Palestina”, publicado pela primeira vez em português pela Editora Sundermann. Nesta obra, o autor debruçou-se em reexaminar criticamente os acontecimentos de 1948. Ao aliar documentos oficiais israelenses e a memória palestina, conclui que houve limpeza étnica do povo palestino à criação do Estado de Israel.

Quem é Ilan Pappé

Um dos mais importantes entre os chamados novos historiadores israelenses, Pappé é professor da Universidade de Exeter, na Inglaterra. Filho de imigrantes judeus alemães, nasceu em Haifa em 1954, apenas seis anos após a criação do Estado de Israel – para os palestinos, a Nakba (termo árabe que significa catástrofe). Lecionou na Universidade de Haifa entre 1984 e 2007. Após a publicação de “A limpeza étnica da Palestina” e de expressar apoio ao movimento BDS (boicote, desinvestimentos e sanções) a Israel, passou a enfrentar pressão e ameaças, o que o levou a exilar-se na Inglaterra, onde vive hoje. Pappé não reviu suas conclusões, como fizeram outros “novos historiadores”. Ao contrário, tem dedicado seu conhecimento à denúncia vigorosa da limpeza étnica do povo palestino. E vai além: afirma que sem o reconhecimento histórico do que ocorreu em 1948, não é possível haver uma solução justa, o que implica necessariamente assegurar o direito de retorno dos milhões de refugiados palestinos as suas terras – como prevê a Resolução 194 da Organização das Nações Unidas (ONU). A obra está disponível para aquisição no site da Editora Sundermann (www.editorasundermann.com.br).

Programação completa

Apresentação e lançamento do livro “A limpeza étnica da Palestina”, com Ilan Pappé

Promoção: Editora Sundermann, Cátedra Edward Said de Estudos da Contemporaneidade (Unifesp) e Catedra Edward W. Said de Estudios Palestinos Facultad de Filosofía de la Universidad de Buenos Aires (UBA)

Apoio: Instituto da Cultura Árabe

Dia 24/4 – segunda-feira

19h15 – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), Auditório 239 (Rua Monte Alegre, 984, Perdizes). Parceria com a Associação dos Professores da PUC e vários departamentos da instituição. Transmissão simultânea online.

Dia 25/4 – terça-feira

12h – Universidade de São Paulo (USP)/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Auditório  da História (Cidade Universitária, Butantã). Parceria com o Sindicato dos Trabalhadores da USP e outras entidades representativas da instituição.

17h30 às 20h30 – Livraria Martins Fontes (Avenida Paulista, 509), apresentação no auditório, seguida de noite de autógrafos. Parceria com Lente Cultural e Martins Fontes.

21h – Recepção, bate-papo e jantar com refugiados palestinos no Al Janiah (Rua Rui Barbosa, 269, Bela Vista). Parceria com Al Janiah.

Dia 26/4 – quarta-feira

12h – Universidade Estadual de Campinas, Auditório da Associação dos Docentes da Unicamp - Adunicamp (Av. Érico Veríssimo, 1.479, perto do Hotel da Funcamp, Campinas). Parceria com Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, seção São Paulo (Andes-SP) e entidades representativas da instituição.

Dia 27/4 – quinta-feira

8h às 9h – Café da manhã com embaixadores árabes, quando será feita uma homenagem a Ilan Pappé

12h – Almoço com a comunidade árabe e palestina oferecido pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras)