Líbano bate recorde por maior porção de Falafel

qua, 12/05/2010 - 12:05
Publicado em:
Chefes libaneses entraram para o Guinness, livro dos recordes, ao prepararem no domingo (9) a maior porção de Falafel do mundo, 130 mil bolinhos pesando pouco mais de cinco toneladas, como forma de promover o país.

O bolinho frito preparado com Grão de Bico é tradicional da região do oriente médio, e é produzido e consumido por todos os países árabes.

No sábado, a mesma escola de culinária havia reunido 300 chefes supervisionados pelo famoso chefe Ramzi, para cozinhar 8 toneladas de Grão de Bico e quebrar outro recorde, o de maior porção de Homus, que consumiu também duas toneladas de Tahine, duas toneladas de suco de limão e 700 kg de azeite de oliva.

A porção de Homus foi finalizada pesando 10.452 kg em referencia à área total do Líbano de 10.452 km2, retornando ao país o título de maior porção de Homus registrada pelo Guinness.

“É um grande orgulho para nós quebrar um novo recorde de maior Homus” disse o chefe Ramzi Choueiri.

Guerra de grão de bico

Israel havia começou uma “guerra de grão de bico” quando tentou tomar para si a identidade do Homus como sendo um prato tradicional da culinária judaica, fazendo o maior Homus que chegou a entrar para no Guinness. Mas em 24 de outubro passado o Líbano lançou a campanha “Homus Libanês” quebrando o recorde israelense com a porção de 2050 kg. Israel, porém, voltou a fazer uma nova maior porção do mundo com 4.090 kg, um número que foi quebrado com a mais nova conquista libanesa.

Junto ao Homus, o Líbano quebrou o recorde de maior prato de cerâmica do mundo, onde foi distribuída a porção, com 7.17 metros de diâmetro e 1 metro de altura, projetado pelo arquiteto Joe Kaplan especialmente para a ocasião. Um braço robótico foi utilizado para distribuir o Homus no prato.

Não há pesquisas que comprovem a origem real do Homus, o que inviabiliza as alegações do mesmo ter origem libanesa e muito menos Israelense. O que se sabe é que tem sido um prato preparado e consumido milenarmente nas regiões dos países árabes, principalmente os do levante (Síria, Líbano, Palestina e Jordânia).

Fonte: Portal Arabesq - www.arabesq.com.br