Exposição fotográfica "Faces do Refúgio" - Rio de Janeiro - até 23 de setembro

qui, 16/08/2018 - 22:05
Publicado em:
0 comments

A Acnur, Agência da ONU para Refugiados, está organizando a exposição fotográfica “Faces do Refúgio”, que estreou em 15 de agosto no Centro Cultural dos Correios, no Rio de Janeiro. São 52 fotografias de refugiados de diferentes nacionalidades em diversos países, entre eles os árabes Síria, Iraque, Iêmen, Jordânia, Líbano e Egito. A curadoria da exibição inédita no Brasil é da Acnur em parceria com o Atelier Vanessa Poitena. A exposição vai até 23 de setembro, com entrada gratuita.

Os visitantes podem conhecer um pouco mais sobre as crises de deslocamento forçado da atualidade, além de histórias de resiliência de crianças, homens e mulheres que enfrentaram graves violações de direitos humanos e buscam uma oportunidade de reconstruir suas vidas.

As fotos foram feitas em diversos momentos do trânsito dos refugiados, em países de origem e destino, na África (foto acima, no Sudão do Sul), Ásia, América Latina, Europa e Oriente Médio. Entre elas, fotografias de refugiados congoleses, sírios e venezuelanos foram feitas aqui no Brasil.

Dados da agência da ONU indicam que, mundialmente, mais de 68 milhões de pessoas vivem fora de seus locais de origem devido a guerras, conflitos e perseguições. O relatório “Tendências Globais”, que reúne dados coletados pela Acnur sobre o deslocamento forçado no mundo, foi lançado no dia 19 de junho.

facesSegundo informações do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), o Brasil reconheceu 10.145 refugiados de diversas nacionalidades até o final de 2017. Destes, 5.134 continuam vivendo no país na condição de refugiado; 52% mora em São Paulo, 17% no Rio de Janeiro e 8% no Paraná.

De acordo com o Conare, os sírios correspondem a 35% da população refugiada com registro ativo no Brasil. Os demais, que não mantêm a condição de refugiado, podem ter retornado voluntariamente ao seu país de origem por ter recuperado a proteção que antes lhes faltava, ou ainda ter se naturalizado brasileiros, solução duradoura de proteção e integração de um refugiado à sociedade brasileira.

Serviço

Exposição “Faces do Refúgio”
De 15 de agosto ao dia 23 de setembro
Centro Cultural dos Correios
Rua Visconde do Itaboraí, 20, Centro – Rio de Janeiro
De terça a domingo, das 12h às 19h
Entrada gratuita