Libanês faz exposição sobre memórias em Manaus

qui, 23/08/2018 - 21:51
 

O Casarão de Ideias, espaço cultural de Manaus está promovendo uma exposição de colagem digital com memórias do fotógrafo libanês Jacques Menassa. Chamada “Mémoire Fixe”, a mostra traz quadros com colagens de fotos que remetem à trajetória de Menassa, que nasceu no Líbano, onde fica sua residência atualmente, mas morou no Brasil, nos estados do Amazonas e do Rio de Janeiro, e também na França.

A base da exposição é a chegada do libanês ao Amazonas, em 1984, mas ela traz também trabalhos relacionados a outros períodos da vida do fotógrafo, como os anos que passou na França- três para estudos e cinco para negócios, com idas e vindas ao Líbano – e seu cotidiano no país de origem. No Brasil, ele viveu por dez anos, divididos em três períodos, dois de um ano, e o último de oito anos. Ele se mudou de volta ao Líbano em 1998.

Uma das colagens traz, por exemplo, símbolos do Brasil, como um índio e um espaço histórico, juntamente com imagens de Xuxa e um Fusca, ícones nacionais da época em que libanês desembarcou no país. Os rios, barcos e cores do Amazonas e as praias do Rio de Janeiro também estão nas colagens, assim como há trabalhos com imagens de escritor e artista libanês Gibran Khalil Gibran, e da cantora Fairuz, que é símbolo da música libanesa.

men
O poeta Gibran Khalil Gibran está nas colagens de Menassa

 

No total poderão ser vistos 40 trabalhos do fotógrafo no Casarão de Ideias. As colagens são digitais, foram feitas por meio de programa de computador. Menassa afirma que o trabalho artístico da colagem dá a possibilidade de um novo relacionamento entre a mente e o mundo. “Este aspecto iconoclasta oferece todas as liberdades, permite todas as etapas, empurra a todas as audácias, a todas as transgressões”, afirmou o libanês em material divulgado.

Menassa viajou pela primeira vez a Manaus porque tinha parentes que moravam na cidade, mas acabou ficando encantado pela região e acabou decidindo morar no Amazonas.  Ele voltou para o Líbano e ficou em seu país por 18 anos, mas há três anos passou a visitar anualmente a cidade amazonense. As paisagens locais, tanto as urbanas de Manaus, como as da floresta Amazônica, sempre foram motivo de inspiração para as fotos do libanês.

me
Menassa (foto) morou em três países

 

O fotógrafo mora atualmente em Ghosta, ao norte de Beirute, cidade em que nasceu. A fotografia é uma atividade paralela para ele, que é empresário do comércio. Formado em Ciências Políticas e Administração, Menassa também estudou fotografia na Universidade Saint-Esprit de Kaslik (Usek), instituição de ensino libanesa. Em seu país, ele já realizou uma série de exposições sobre a Amazônia brasileira.

A partir da próxima segunda-feira (27), Jacques Menassa dará uma oficina de fotografia gratuita, de uma semana, no Casarão de Ideias, onde ocorre a exposição. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no Casarão.

Serviço:

Exposição Mémorie Fixe
Colagens de Jacques Menassa
Abertura 23 de agosto, às 19 horas
Visitação gratuita – a partir de 24 de agosto, por um mês
Segunda a quarta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h, quinta e sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 22h, e sábado e domingo, das 16h às 22h
Casarão de Ideias, Rua Barroso, 279 – Centro – Manaus – AM
Informações: +55 (92) 3633-4008