Novas iniciativas promovem o acesso de refugiados ao mercado de trabalho e ao ensino superior no Brasil

qui, 29/09/2016 - 12:12
Publicado em:

Refugiados têm a oportunidade de ingressar no ensino superior em Minas Gerais e de fazerem cursos de capacitação gratuitos em Curitiba.

Como parte do processo de integração a uma nova sociedade, os refugiados e migrantes que vivem no Brasil buscam oportunidades de emprego, renda e educação. E aqueles que vivem no Paraná e em Minas Gerais podem se beneficiar de duas novas iniciativas relacionadas ao mercado de trabalho e ao ensino superior.

Em Curitiba, no Paraná, o Instituto Superior de Administração e Economia (Isae) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com a Linyon – Escola de Integração, está oferecendo a refugiados e migrantes um curso gratuito de capacitação para o emprego. Já em Minas Gerais, a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) lançou um processo seletivo diferenciado para refugiados interessados em cursos de graduação na instituição.

O programa da ISAE é dividido em cinco módulos com o objetivo de formar líderes que compartilhem seus conhecimentos e contribuam com o fortalecimento da economia local, aproximando refugiados e imigrantes de empresários que atuam em Curitiba. Os módulos abordarão temas relacionados à inclusão social e econômica dos participantes, trabalhando desenvolvimento pessoal e profissional, empreendedorismo, liderança e mercado de trabalho. Também haverá esclarecimentos sobre direitos e obrigações trabalhistas no Brasil. O primeiro m'módulo será iniciado hoje, na sede do Isae. Outras informações estão disponíveis no site www.iseabrasil.com.br ou pelos contatos marcela@projetolinyon.com.br e (41) 9245.1198.

Em Minas Gerais, a UFTM abriu processo seletivo para ingresso de refugiados em cursos de graduação presencial. São 36 vagas oferecidas para o primeiro semestre letivo de 2017. Para concorrer, os candidatos devem comprovar sua condição de refugiado por meio de atestado emitido pelo CONARE (Comitê Nacional para os Refugiados). Os candidatos devem ainda comprovar a conclusão do ensino médio ou equivalente e têm até o dia 09 de dezembro para se inscrever. Outras informações estão no site www.uftm.edu.br, ​e o edital do processo seletivo está disponível em http://uftm.edu.br/upload/seletivo/Edital_Refugiados_2017-1.pdf.

Fonte: ACNUR