Com startups, jovens iraquianos enfrentam o desemprego

seg, 18/02/2019 - 17:11
Publicado em:

Presos entre uma lista de espera interminável para um emprego no governo e um setor privado frágil, os empreendedores iraquianos estão enfrentando um desemprego impressionante ao estabelecer suas próprias startups. Os primeiros sinais desse espírito criativo foram sentidos em 2013, mas o grupo Daesh varreu um terço do país no ano seguinte, colocando muitos projetos em espera.

Agora, com o Daesh derrotado, espaços de coworking e incubadoras estão florescendo em um país cuja taxa de desemprego gira em torno de 10 por cento, mas cujo setor público está muito inchado para contratar.

Leia o artigo em inglês, na íntegra, publicado originalmente no jornal The Daily Star do Líbano. Acesse aqui a reportagem