Museu da Imigração celebra Dia da Comunidade Árabe

seg, 07/03/2022 - 15:47
Publicado em:

 

Nos dias 26 e 27 de março haverá atividades no museu sobre a imigração árabe no Brasil. Programação inclui exibição de filmes e peça de teatro. Câmara Árabe é parceira da iniciativa.

 

Dia Nacional da Comunidade Árabe no Brasil vai ser comemorado neste mês no Museu da Imigração (foto acima), na capital paulista. Nos dias 26 e 27 de março, sábado e domingo, haverá programação especial no local voltada para a data. A iniciativa é uma parceria com a Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

No dia 26 ocorre um evento presencial, a partir das 14h30, com exibição de quatro curtas-metragens que tratam do tema. Os filmes foram os finalistas em concurso da Câmara Árabe e são “25 de março – A Memória do Mundo Árabe”, com direção de Gustavo Brandão, “Ao Mundo Novo”, com roteiro de Pedro Jorge e Thaís Medeiros, “Arabescos – Do Mascate ao Doutor”, de Beatriz Le Senechal, e “O Cheiro de Zattar”, de Zeca Miranda.

ntes da exibição dos curtas, lideranças das instituições envolvidas e especialistas vão falar sobre a imigração árabe. O presidente da Câmara Árabe, Osmar Chohfi, e a diretora-executiva do Museu da Imigração, Alessandra Almeida, fazem a abertura, que será seguida por uma breve apresentação da história da chegada dos árabes no Brasil pela diretora de Cultura da Câmara Árabe, a historiadora Silvia Antibas.

Haverá apresentação de censo feito pelo instituto H2R Pesquisas Avançadas e o Ibope Inteligência, a pedido da Câmara Árabe, sobre a presença árabe no Brasil. Quem falará sobre o tema será a diretora comercial da H2R e diretora da Câmara Árabe, Alessandra Frisso. Também será apresentado o projeto de digitalização da memória da imigração árabe no Brasil, levado adiante pela Câmara Árabe e a Universidade Saint Esprit de Kaslik, do Líbano. A coordenadora do projeto, Heloísa Dib, contará detalhes da iniciativa.

No dia 27, às 15 horas, haverá exibição online da peça teatral “Cartas Libanesas”, no canal do YouTube do Museu da Imigração. A peça traz a história do personagem Mighel Mahfouz, jovem libanês que se mudou para o Brasil em 1917 e conta para a público seu cotidiano, dramas e vitórias como mascate e imigrante árabe no Brasil. Ele divide com os expectadores também as cartas pelas quais se comunica com a mulher que ficou no Líbano.

Leia mais sobre a peça: Mascate libanês nos palcos de São Paulo

O Museu da Imigração fica no complexo da antiga Hospedaria de Imigrantes, que recebeu os estrangeiros que chegaram ao Brasil no final do século 19 e início do século 20. A hospedaria abrigava principalmente os imigrantes que vinham de forma organizada em acordos entre os governos para trabalhar em fazendas. “A imigração árabe foi diferente, ela foi uma imigração espontânea”, afirma Antibas, dando uma pista do que vai falar no evento.

Os imigrantes árabes foram principalmente para a atividade do comércio e por isso a Dia Nacional da Comunidade Árabe é celebrado em 25 de março, já que foi a rua do mesmo nome, na capital paulista, que recebeu as primeiras lojas dos árabes no Brasil. “O árabe faz parte da comunidade de imigrantes no Brasil, então o Museu da Imigração se interessou em fazer essa comemoração conosco”, relata Antibas.

Leia mais sobre a imigração árabe:

Além dos integrantes da colônia árabe, que costumam participar das atividades de comemoração da data, a expectativa dos organizadores é que a celebração deste ano também atraia o público que frequenta o Museu da Imigração. A participação no evento do dia 26 de março é gratuita. Aos sábados a entrada no museu não é cobrada. É preciso, no entanto, apresentar comprovante de vacinação contra a covid-19 em formato digital ou físico.

Serviço:

Dia Nacional da Comunidade Árabe
Dias 26 e 27 de março de 2022
Museu da Imigração
Gratuito
Programação