Vídeo: o pretexto religioso do sionismo para o apartheid na Palestina

sab, 03/10/2020 - 14:34
Publicado em:

“Israel é a única entidade no mundo que concede nacionalidade com base na herança religiosa”, explica o poeta e cientista político egípcio-palestino Tamim Al-Barghouti, em entrevista à @aljazeera. Um muçulmano não pode exigir um passaporte na Arábia Saudita ou no Irã pelo simples fato de ser muçulmano, compara; ou um hindu na Índia. Os sionistas se serviram do judaísmo para despojar um povo de sua terra, num movimento que não encontra amparo algum no direito internacional ou mesmo na Torá. O sionismo é uma forma de racismo e como tal deve ser encarado.

 

Assista ao vídeo clicando neste link