Animação com personagem muçulmano chega ao Brasil

qui, 15/04/2021 - 21:55
Publicado em:
A Fambras lançou, com dublagem em português, a série ‘Nour e o Portal da História’, destinada a crianças e pré-adolescentes. Ela mostra a história de grandes cientistas e estudiosos muçulmanos e estreou nesta terça-feira (13).

A Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) adquiriu os direitos de imagem para traduzir, dublar e veicular os trinta episódios da primeira temporada da série egípcia Nour e o Portal da História, uma animação destinada a crianças e pré-adolescentes que mostra a história de grandes cientistas e estudiosos islâmicos.

O primeiro episódio foi lançado nesta terça-feira (13), primeiro dia do Ramadã. Os episódios serão liberados um por dia até o final do mês do jejum islâmico. Para assistir, basta fazer um rápido cadastro no site da série.

Nour é um menino muçulmano curioso que adora descobrir coisas novas junto com sua irmã, Zahra. Eles têm como inspiração e parceiro de aventuras o tio Gênio, um inventor que criou o Portal da História, que os permite viajar no tempo e conhecer de perto personalidades muçulmanas que se destacaram na história da civilização por suas contribuições à ciência, medicina e astronomia, entre outros campos.

de
As aventuras de Nour, Zahra e o tio Gênio

A animação é parte de um programa da Academia de Pesquisa e Tecnologia Científica do Ministério da Educação Superior do Egito, em parceria com a Associação de ex-alunos da Universidade Al-Azhar, uma das mais importantes do país. “A parceria com a Universidade Al-Azhar nos orgulha muito”, disse em nota Ali Zohbi, vice-presidente da Fambras.

Leia também:

A produção tem por objetivo difundir a educação criativa e já foi transmitida, com ótimos índices de audiência, em emissoras do Canadá, Egito e Emirados Árabes Unidos, entre outros países.

Zoghbi vê na série uma possibilidade não só de exaltar os feitos dos cientistas e estudiosos islâmicos, mas também de oferecer um produto de altíssima qualidade para crianças e pré-adolescentes. “É uma maneira eficiente de ensinar de forma lúdica, na linguagem que os estudantes gostam. E pode ser o primeiro passo para se pensar em novas perspectivas, em se tratando de atividades educativas, para as escolas e até mesmo para a televisão brasileira”, declarou.

Nesta quarta-feira (14) será liberado o segundo episódio da série.

Ouça também:

#Podcast 26: O que é o Ramadã e o que muda no mercado árabe