Refugiados e imigrantes concluem curso de português em Brasília

sex, 08/07/2016 - 12:27
Publicado em:
A noite da última terça-feira, 5, em Brasília, foi marcada pelo uso de adjetivos entre os refugiados e imigrantes como forma de agradecimento ao curso de língua portuguesa que concluíram. Os cerca de 30 alunos presentes, oriundos de diferentes nacionalidades, fizeram bom uso do português que aprenderam para agradecer aos professores e voluntários durante a cerimônia de entrega da declaração de conclusão do curso.

Com o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e de seu parceiro implementador de projetos em Brasília, o Instituto de Migrações e Direitos Humanos (IMDH), o curso Módulo Acolhimento é realizado pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros (NEPPE) da Universidade de Brasília (UnB). Composto por três níveis sucessivos, o curso teve início no final de 2012, com a proposta de ensinar a língua portuguesa para atender as necessidades imediatas de refugiados e imigrantes.

Para a refugiada de Uganda, Aisha, que chegou ao Brasil em 2014, o curso do NEPPE foi fundamental para que ela tivesse mais conhecimentos da língua portuguesa e também da cultura brasileira. “Embora eu ainda não fale muito bem em português, sei que vou conseguir. Agradeço ao trabalho duro dos professores e a oportunidade de ter conhecido novas pessoas, de ter feito novos amigos”.

O aprendizado da língua nativa é um importante fator de integração de refugiados e imigrantes às sociedades de acolhida. É por meio do conhecimento da língua local que perspectivas de trabalho se tornam mais efetivas, assim como qualquer negociação que envolva os direitos trabalhistas, contratos de moradia e atendimentos nos sistemas de saúde, por exemplo.

 Leia na íntegra a notícia nonsite sa Acnur em http://goo.gl/lqkWMj​