Vídeos ensinam brasileiros a falar árabe

ter, 13/09/2016 - 11:20

Se comunicar em árabe não é uma tarefa fácil para os brasileiros. As letras são diferentes e há sons que não existem na língua portuguesa. Foi notando esse interesse que o professor de árabe Jihad Abou Ghouche começou a postar vídeos na internet com aulas do idioma falado nos países do Oriente Médio e Norte da África.

Abou Ghouche é autor de do livro Fale árabe em 20 lições lançado em 2010 pela editora Disal. Nascido no Rio Grande do Sul, filho de libaneses, Abou Ghouche morou no Líbano dos 12 aos 19 anos. Formado em Literatura Inglesa e Pedagogia, atualmente ele dá aulas de inglês e árabe em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Ele conta que, quando decidiu fazer alguns vídeos para a internet, a ideia original não era falar sobre a língua árabe. “Comecei postando vídeos de inglês e vi que tinham poucas visualizações. Aí, fiz um vídeo para falar do livro [de árabe] e vi que teve muitas visualizações".

Os vídeos de árabe começaram a ser postados em junho. Até agora, já são 24 aulas disponíveis no canal Fale Árabe. “Em três meses, os vídeos tiveram 60 mil visualizações, o que para um canal de educação é algo muito bom”, avalia.

No primeiro vídeo, o professor ensina a dizer os pronomes pessoais em árabe. Um fator importante é que os brasileiros não precisam se preocupar em escrever com as letras árabes, já que Abou Ghouche usa o método de transcrição fonética para ensinar o idioma, ou seja, ele usa caracteres do alfabeto romano para escrever as palavras em árabe da forma como elas são pronunciadas.

Entre as aulas já disponíveis há temas como o uso de adjetivos, como formar frases negativas, como falar sobre a família, como cumprimentar as pessoas, números, pronomes possessivos e verbos no passado.

“Os vídeos são sequenciais. Minha ideia é chegar a cem vídeos, o que corresponde a levar uma pessoa ao nível intermediário [do idioma]. Neste nível, a pessoa se comunica no presente, passado, futuro e tem um vocabulário de 1,5 mil, duas mil palavras”, aponta o professor.

Vale destacar que as aulas dadas nos vídeos por Abou Ghouche são do árabe coloquial libanês, que é diferente do árabe clássico usado na escrita de jornais e sites árabes, e diferente também de outros dialetos usados nos demais países do Oriente Médio e Norte da África.

Em seu canal, o professor também pretende colocar algumas aulas voltadas a temas culturais, como, por exemplo, a diferença entre nacionalidades e etnias no Oriente Médio, assuntos que ainda confundem muitos brasileiros. O primeiro vídeo deste tipo explica a diferença entre os termos árabe, libanês e turco.

Segundo Abou Ghouche, as aulas tem tido uma boa repercussão, com cerca de 40 a 50 comentários por vídeo de pessoas querendo tirar suas dúvidas sobre a lição ensinada. O professor diz que as principais dificuldades dos brasileiros são relacionadas a sons do árabe que são inexistentes no português. “Eu sempre digo para manter a calma porque você não vai de uma hora para a outra fazer sair esse som”, aconselha.

Confira abaixo alguns dos vídeos do canal Fale Árabe:

Aula 1 - Pronomes em árabe

Aula 2 - Adjetivos em árabe